Publicado por: Lohran Anguera Lima | 01/08/2010

Kelly Slater – Pelo Amor

Após o sucesso de vendas com A Biografia de Kelly Slater – Pipe Dreams, o maior surfista de todos os tempos, Kelly Slater, presenteia todos – sejam surfistas, sejam fãs, sejam admiradores da sua pessoa, enfim – com uma riquíssima e bem elaborada obra chamada Pelo Amor (publicado como For the love), seu segundo livro (lançado em 2010, no Brasil, pela Editora Gaia). O título é explicado pela própria obra ao trazer tudo do que Kelly Slater gosta em relação ao surf e à vida.

Ao contrário do que aconteceu com o seu primeiro livro – em que Kelly contou sua história para que Jason Borte a relatasse -, no recente Pelo Amor é o próprio Kelly quem escreve. Assim, expõe com as suas próprias palavras e sentimentos o que passa em sua mente acerca de diversos assuntos como amor, política, dinheiro, surf, felicidade e qualquer outra coisa que você possa imaginar: “acredito que, como nação, somos loucos por ter ido ao Iraque”, diz o surfista americano a respeito da interminável guerra entre EUA e Iraque; “sou o cara mais sortudo que você poderia conhecer”, tratando sobre ser pago para surfar todos os dias.

Pelo Amor conta com a indispensável contribuição e organização do renomado jornalista e empresário australiano Phil Jarratt, o qual já escreveu dezenove livros, além de ser o gerente de marketing da Quiksilver, patrocinador de Slater há vinte anos!

Segundo Kelly, a idéia era fazer, apenas, um álbum de recordação com várias fotos tiradas em 2006, pelo seu amigo Bruce Gilbert, que o acompanhou pelo mundo todo durante o World Tour do mesmo ano. Entretanto, no desenvolvimento do projeto, o caminho seguido passou a ser outro: o singelo álbum de recordação deu lugar a uma generosa compilação com raras fotos tiradas ao longo da carreira de Kelly. Acompanhando-as estão os comentários do próprio Kelly Slater, além de histórias inéditas relatadas por ele e por vários dos seus amigos como Mark Richards, Shane Dorian e Lisa Andersen.

O segundo livro de Kelly Slater é composto por dois prefácios – um do próprio Kelly e outro de seu amigo e cantor Jack Johnson – e pela introdução de Phil Jarratt. O prefácio de Kelly (páginas 6-9), por si só, já sugere a riqueza e o encanto encontrados ao longo dessa obra; com clareza e honestidade, ele, nas primeiras páginas, mostra que não é só mais um dos muitos livros que ainda vai escrever, mas algo produzido com a dedicação de quem quer ver seu nome em algo de reconhecível valor, algo feito com notável amor e consideração. Em contrapartida, o prefácio feito por Jack Johnson é curto, pobre e desprezível; parece-me, apenas, uma jogada de marketing para dar mais renome e importância ao livro. Lastimável e revoltante a meia página escrita por Jack Johnson; Kelly poderia ter ficado sem essa.

Engana-se quem vê Pelo Amor como um livro de fotografias. Sim: encontra-se nele um vasto acervo fotográfico; mas muito mais interessante é a voz e o pensamento de Kelly Slater impressos em palavras. Contudo, de modo algum as fotos são prescindíveis à obra; os trechos de comentários, histórias e opiniões estão, íntima e fortemente, conectados às imagens. Suas declarações, também, não deixam a desejar: “… vi com clareza o quanto seria fácil, naquele tempo, ganhar um título mundial diante do que estava sendo feito pelos caras que estavam no topo” – sobre o World Tour, quando começou a disputá-lo; “vida e amor são mais importantes, eu sei, e surfar é apenas um aspecto da minha vida ou da de qualquer outra pessoa”.

Entre na mente não só do melhor surfista de todos os tempos, Kelly Slater, como, também, na da grandiosa e singular pessoa Robert Kelly Slater. Pelo Amor é uma sinfonia a qual possui a palavra, a visão e o sentimento de Kelly Slater como regentes.

Muito obrigado a todos,

Lohran Anguera Lima.

Kelly Slater - Pelo Amor


Responses

  1. Parece ser um grande livro…
    muito boa a síntese!
    Espero poder tirar um tempo pra ler este! :)
    parabéns Lohran!

    grande abraço!

    ___________________________________________

    Já conferiu o último post do Series? Não? Então acesse: http://seriesoffacts.wordpress.com/2010/08/10/dica-de-informatica/

    • deve ser uma historia de um cara abençoado e sempre é bom aprender com as experiencias dos outros. com certeza tem muitas coisas que podemos aprender com este grande vencedor que podem ser aplicadas em nossas vidas e ajudar-nos a conquistar grandes objetivos.

  2. Lohran, felizmente já tive a oportunidade de conhecer Mr.Kelly pessoalmente, em Cocoa, durante uma breve estadia e algumas quedas em Sebastian Inlet. Ler este livro pode ser tudo que você comentou, uma tentativa também de perceber o mestre do surf que se reinventa a cada queda, que acompanha a evolução do surf sem se desvincilhar nem um pouco do surf de raiz, que surfa no mesmo nível da molecada elástica e voadora de hoje em dia e ao mesmo tempo com a fluidez de Gerry Lopez… Mas além de tudo isso, o cara emana uma vibração SURF!! Pude perceber isso e mantive isto em meu espírito até hoje, vou ler o livro para reavivar mais um pouco esta vibe! Valeu, um abraço, boas ondas!

  3. Dale Lohran! Cara, ficou irada essa sìntese do livro do careca. Já li a obra do cara e posso te dixer que meu sentimento foi bem parecido com o teu. As fotos do livro enchem os olhos e a descrição do Kelly termina de passar o que estava acontecendo naquele momento. Parabéns pelo concurso. Abraçoo

  4. Kelly Slater, a meu ver, é um desses seres humanos que conseguem atingir o equilíbrio entre corpo, alma e natureza. Como um verdadeiro waterman, ele consegue não só interagir, mas tornar-se parte, por alguns instantes, da própria natureza, confundindo-se na onda, parecendo ser onda, prancha e surfista algo único e em perfeita harmonia.

    Esse equilíbrio, analogamente, é o que busco sempre na minha vida, e o que eu costumo chamar de espiritualidade. Algo transcendental, que independentemente de crenças e religiões, coloca-nos em face ao divino, ao desconhecido, em experiências inexplicáveis que ficam guardadas em nossa alma e nos dá motivos para continuar nossa batalha terrena. Algo que nos faz refletir sobre o significado da vida, da verdadeira felicidade encontrada na simplicidade, especialmente em um mundo cada vez mais egoísta e materialista como o que vivemos atualmente.

    Une-se a isso a determinação de alguém que tem sede de vitória e superação, e temos uma receita extraordinária para o sucesso. Certa vez ouvi dizer que o caminho para a imortalidade é simples, mesmo dentro de toda a sua complexidade: basta fazer alguma coisa NOTÁVEL. Kelly fez e chegou lá, assim como outros poucos homens e mulheres conhecidos e desconhecidos.

    Ele merece estar onde está, e que nos sirva de inspiração!

  5. Prezado Lohran, já li o livro anterior do Kelly e concordo com você, tinha um tom bastante impessoal, bem diferente do livro do Tom Caroll (recomendo, tem estórias engraçadas.). Ainda estou para ler o livro do Occy, mas a minha prioridade numero um é ler este livro do meu surfista favorito, um atleta excepcional e um ser humano diferenciado, sem dúvida. Alias, gostaria de fazer uma sugestão para o seu blog: se possível seria interessante apresentar a literatura do mundo do surfe. O livro do australiano Tim Wintom, “Fôlego” conquistou muita gente não surfista. Quero mais! Rs
    Abraco
    Bodhi

    • Boa idéia essa de fazer um post sobre a literatura do surf!
      Lohran, é com você!! rsrs

      Abs

  6. Parece ser um excelente livro, com fotos incríveis e relatos interessantes sobre um dos melhores surfistas do mundo. Adoraria tê-lo!

  7. O surf não é o mundo todo, é apenas como um grão de areia. Mas quando você está no meio dele, pode parecer como se fosse o mundo todo.
    Sempre me pergunto: se eu quebrar minhas pernas e não puder surfar, isso significa que serei metade de um homem?
    O surf não é o que você é, é apenas uma coisa que você faz. Kelly Slater sabe bem disso, demonstrando a todos como é viver compartilhando a adrenalina do surf com uma vida de paz fora das águas.

  8. nós somos todos iguais, somos brancos, indios e africanos. a gente pode viver na praia espalhando amor e paz e aprendendo com nossos amigos. aprendemos a cada todo momento entãofaz bem dividirmos nossa experiência com os outros, pode ser na areia, no mar ou nas ondas.
    estou amarradão para ganhar o livro! alohaaa

  9. Brother, sou novo por aqui mas fiquei amarradão no blog, parabens!! E sobre o livro, deve ser irado!!! O Kelly é fantastico, o melhor que ja vi!!\

    Boas ondas a todos!!!!

  10. Irado o texto Lohran! Deve ser animal, os relatos, a magia das fotos que marcaram e marcam os momentos da vida desse careca, que não é ninguém menos que o melhor surfista do mundo! Em todos os aspectos!
    To louco pra deitar na rede e devorar essa jóia, cheia de experiências!

    Abraço!

  11. Algumas poucas palavras definem a essências de um surf grandioso. Manobras e técnicas evoluíram durante os últimos anos, mas a haste essencial do DNA do qual se constitui um surf grandioso não foi alterada: velocidade, força, ritmo, agressividade, estilo e imaginação. Kelly tem tudo isso e também aquele cromossomo extra da intuição, um conhecimento, uma reação antecipada ao fluxo e à fluência do oceano.

  12. grande influência e lição de vida!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias